Correias Transportadoras

correia transportadora

Publicado em: 4 de fevereiro de 2021 | Atualizado: 8 de fevereiro de 2021

Você sabe o que é Correia Transportadora? Conhece a sua história? Onde as Correias Transportadoras são utilizadas e como? Sua forma de fabricação e vida útil? Pois bem, nós da JW Engenharia resolvemos escrever esse material respondendo essas e outras dúvidas que você possa ter.

Para quem trabalha na área industrial, falar sobre Correia Transportadora faz parte de sua rotina. Afinal, ela é um importante produto para o funcionamento eficiente do transportador de correia, o famoso TC. Além disso é bastante versátil, sendo aplicada em diversos setores como na mineração e subterrâneas, pelotizações, siderúrgicas e fundições, fertilizantes, cimenteiras e pedreiras, papel e celulose, agronegócio, portos, construção civil.

Por tabela, ela está disponível em diversos tamanhos, larguras, espessuras e modelos, cada qual para atender melhor as exigências do trabalho.

Seu papel ficou ainda mais perceptível com a evolução da indústria. Em algumas áreas, seu impacto é extremamente significativo, economizando tempo, recursos financeiro e pessoal. Por este motivo deve-se ter uma atenção especial com ela, desde a sua especificação até a escolha do fornecedor.

O que é Correia Transportadora

Correia Transportadora é um componente do transportador de correia, o TC, uma parte essencial no transporte de materiais a granel. Essa movimentação segue por uma correia contínua, chamada esteira transportadora. Além da correia, o processo conta também com os tambores e os roletes.

Qual Origem e História da Correia Transportadora?

Infelizmente não podemos responder com exatidão essa pergunta. Mas podemos ter uma noção com base nos registros de uso das primeiras Correias Transportadoras. Segundo se tem notícia, as primeiras foram utilizadas em meados de 1795, sendo assim é seguro dizer que durante a Revolução Industrial já estavam presentes nas empresas.

Agora, na literatura, os relatos datam de 1848. Publicado por Oliver Evans, o livro “The Young Mill Wright and Millers Guide” traz aspectos técnicos do equipamento. Porém na época, as Correias Transportadoras eram rudimentares, se comparadas as dos tempos atuais, feitas de couro e deslizando sobre superfícies planas de madeira.

Entre suas principais atividades, podemos citar o transporte de cereais e grãos para os navios. Mas já nesse momento, demostrava seu potencial na economia de tempo e esforço.

No ano de 1804 tivemos a primeira Correia Transportadora instalada. Na ocasião, esse modelo era acionado por uma máquina a vapor. Em 1901 tivemos as primeiras cintas em aço, utilizada pela Sandvik para o transporte de areia, carvão e cana-de-açúcar. Mas o setor automobilístico foi o que mais impulsionou os avanços, quando em 1913 o conceito de linha de montagem foi posto em prática por Henry Ford.

Composição de uma correia transportadora

A Correia Transportadora em si é composta por quatro itens:

  • cobertura superior de borracha: sua função é proteger da ação dos produtos transportados;
  • carcaça têxtil ou de cabos de aço: é ela quem fornece resistência à tensão;
  • borracha de ligação: ela possui características de adesão, estabilidade e acamamento;
  • cobertura inferior: que protege a carcaça de ações resultantes do processo entre a Correia Transportadora, tambores e roletes.

Para a garantia de maior eficiência no transporte, elas precisam ser resistentes e de alta qualidade. Além disso, também é pensado na segurança do processo e dos profissionais que trabalham como ela, como por exemplo, na limpeza da Correia Transportadora.

No caso de transportadores para materiais muito pesados, como pedras e cimentos, o cuidado deve ser redobrado com as correias. Inclusive, também é importante que você saiba avaliar o estado de conservação da sua correia e como estimar seu tempo de vida. Contar com peças e componentes adequados para cada aplicação se torna uma obrigação para as indústrias. Pois, eles são essenciais para os equipamentos que fazem o transporte de materiais.

Tipos de Correias Transportadoras

Por conta da variedade de situações onde são utilizadas, foi natural o desenvolvimento de diferentes tipos de Correias Transportadoras. Mas caso esteja curioso também sobre seu processo de fabricação, leia nosso artigo sobre FABRICAÇÃO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA de Correia Transportadora.

  • Correias Elevadoras: Uma correia elevadora é responsável pela elevação de materiais através do uso de canecas, o que possibilita uma grande resistência a vários tipos de tensões, flexões e deformidade dimensional. Esse tipo é bastante usado na agricultura, para transportes após a colheita dos grãos;
  • Correias Tubulares: é uma correia transportadora de construção especial com configuração tubular, que proporciona maior flexibilidade transversal, aumentando a quantidade de ciclos e a vida útil da correia e possibilita o transporte curvilíneo de materiais. Pode ser facilmente encontrada em áreas com terrenos irregulares e/ou portos, onde é frequente precisar fazem um desvio de obstáculos pelo caminho;
  • Correias Planas: É uma Correia transportadora plana que transporta materiais na horizontal. Essa é o tipo mais comum bastante utilizada na mineração na mineração e subterrâneas, pelotizações, siderúrgicas e fundições, fertilizantes, cimenteiras e pedreiras, papel e celulose, agronegócio, portos, e construção civil por conta do uso contínuo e grande extensão;
  • Correias com Taliscas ou Bordas Sanfonadas: desenvolvida para aplicações de transporte em produções industriais, em usinas e pedreiras.

Classificação em função do tipo de aplicação da correia transportadora

  • Uso geral;
  • Transporte de material oleoso;
  • Correia para transporte de grãos;
  • Transporte de material com presença de produtos químicos;
  • Correia para Transporte de material Resistentes a altas e baixas temperaturas;
  • Transporte de material resistentes à extrema abrasão e impactos;
  • Correia Resistentes à chama;
  • Transporte de Produtos alimentares;
  • Correia Transportadora com características Antiestáticas;

Tipo de bordas das correias transportadoras

  • Correias transportadoras com bordas moldadas ou bordas protegidas;
  • Correias transportadoras sem bordas.

Tipo da superfície da Correia Transportadora

  • Superfície lisa;
  • Superfície corrugada;
  • Correias com taliscas (Retas, em Y, V etc);
  • Correias com bordas de contenção (band-a-bord).

Tipos de carcaça da correia transportadora

  • Têxtil;
  • Mista (têxtil e metálica);
  • Metálica (Cabos de aço);
  • Em aramida;

Por fim, seja qual for o estilo, modelo, função ou material, nós da JW Engenharia estamos preparados para atendê-lo, todas com pronta entrega.

jw engenharia whatsapp
Fale conosco no Whatsapp