fbpx

Covid-19 e a indústria: o que podemos aprender com a Pandemia?

A pandemia global da Covid-19 causou um impacto expressivo na economia mundial.  Todos os setores estão priorizando proteger seus funcionários e clientes e se preparar para o mundo depois do coronavírus. As indústrias terão que aprender a equilibrar resiliência, adaptabilidade e previsão. Elas precisarão se adaptar e criar experiência para fazer isso repetidamente no chão de fábrica. 

Para isso elas terão que estabelecer protocolos de mitigação e suporte para proteger seus funcionários, muitos dos quais estão preocupados com o risco de adoecer. As indústrias estão implantando rapidamente ferramentas e sistemas para melhorar a previsão, com alguns bons resultados. Aumentar a capacidade de adaptação é mais desafiador. Igualmente clara é a necessidade de elevar a resiliência na tomada de decisões e nas operações, além do foco na eficiência.

As principais mudanças nas indústrias

Além das limitações de viagens, restrições de reuniões presenciais, fechamento temporário de algumas instalações e protocolos rigorosos para proteger as equipes operacionais essenciais que continuam trabalhando presencialmente, o surto da Covid-19 exigiu um reexame de políticas e práticas sobre benefícios, trabalho remoto e engajamento dos funcionários. 

Para as empresas, retornar os funcionários fisicamente para o trabalho significa identificar e mitigar os riscos no local de trabalho. E eles devem fazer isso de maneira a criar confiança entre os funcionários. É preciso estar atento a cinco fatores:

  • Proximidade:  o quanto próximos fisicamente estão os trabalhadores um do outro?
  • Natureza do contato: os trabalhadores tocam em itens comuns, outros trabalhadores ou clientes?
  • Duração:  quanto tempo dura uma interação típica?
  • Número de contatos diferentes:  quantas interações ocorrem em um dia?

Capacidade de rastrear e remover: existem protocolos de rastreamento que identificam colaboradores com sintomas?

As políticas de mitigação, a nova infraestrutura e as mudanças de comportamento individual podem reduzir drasticamente esses riscos. Muitas indústrias estão adotando novos modelos de trabalho que melhoram a flexibilidade e a segurança do trabalhador, além de reduzir os custos. 

Novos formas de trabalho: menos pessoas na fábrica

Covid-19 e a indústria: o que podemos aprender com a Pandemia?

A crise de Covid-19 criou uma mudança instantânea do modelo de trabalho da indústria – menos trabalhadores no local, foco mais nítido nas prioridades operacionais e tomada de decisão mais rápida. Até a pandemia, a maioria das empresas acreditava que os gerentes deviam estar fisicamente presentes para garantir supervisão e tomada de decisões eficazes. Depois de serem forçados a reduzir drasticamente o pessoal durante a pandemia, estão otimizando os modelos e adotando maneiras flexíveis de trabalhar que antes consideravam impossíveis. Muitos estão promovendo o trabalho remoto e trabalhando em casa. Ajustar os turnos dos funcionários também cria benefícios.

As indústrias se adaptam ao isolamento social com ajuda da tecnologia

Covid-19 e a indústria: o que podemos aprender com a Pandemia?

As equipes de liderança das indústrias sabem que a automação pode melhorar a eficiência e a segurança, mas até agora, os investimentos eram dispersos e implementados lentamente. A crise do Covid-19 demonstrou para alguns líderes que instalações automatizadas ou semi-automáticas, com um número mínimo de pessoas no local, são mais resistentes a interrupções. Essa experiência foi útil para mostrar a algumas equipes de gestão que é interessante acelerar os investimentos em tecnologia e automação digital e concentrar na criação de valor financeiro, social e ambiental.

Estamos no meio de uma transformação significativa no modo como produzimos produtos, graças à digitalização da fabricação. Essa transição está sendo chamada de Indústria 4.0 para representar a quarta revolução (que ocorreu na manufatura). A pandemia de COVID-19 trouxe às fábricas a realidade da Indústria 4.0. Fluxos de trabalho digitais e automação não são mais objetivo, passaram a ser requisitos. O futuro está aqui, mas apenas as empresas mais inteligentes o levarão a todo o seu potencial.

A indústria 4.0 é, definitivamente, uma abordagem revolucionária às técnicas de fabricação. O conceito levará fabricantes globais a um novo nível de otimização e produtividade. Além disso, os clientes também terão acesso a produtos personalizados, que talvez nunca estivessem disponíveis antes.

No entanto, ainda existem muitos desafios que precisam ser enfrentados sistematicamente para garantir uma transição tranquila. Isso precisa ser o foco de grandes empresas e governos agora. Promover a pesquisa e a experimentação nestas áreas é essencial. Embora especulações sobre privacidade, segurança e emprego precisem de mais estudos, o quadro geral do avanço da tecnologia é promissor.

Exemplos de recursos que a indústria 4.0 oferece que podem ter reduzido bastante o impacto da crise do Coronavírus:

  • Visibilidade em tempo real da disponibilidade de matérias-primas, produtos acabados, pessoas e ativos;
  • O uso de uma inteligência artificial e aprendizagem de máquina para atividades;
  • Automação de processo robótico (RPA) para apoiar atividades que não demandam muito trabalho e agregam valor;
  • O uso da tecnologia móvel e da realidade aumentada / virtual para permitir que os trabalhadores realizem tarefas para as quais não foram treinados com mais facilidade;
  • As tecnologias que possibilitam um trabalho mais remoto e virtual para ajudar com a questão do bloqueio e do distanciamento social;
  • Impressão 3D de peças de reposição presas na cadeia de suprimentos;
  • Uso de AGVs, veículos elétricos autônomos e drones para reduzir novamente a dependência de pessoas e ajudar ainda mais no distanciamento social.

Deveríamos pensar em como podemos usar todas essas tecnologias agora e no futuro.Além disso, como elas podem ser usadas ​​para nos ajudar a recuperar mais rapidamente e desenvolver negócios mais sustentáveis, robustos e mais bem equipados para lidar com esse nível de interrupção no futuro?

Conclusão

Em alguns aspectos, os mercados e as sociedades podem voltar ao que eram antes da disseminação do Covid-19, mas muitas mudanças serão definitivas. Tendências como mudança acelerada para os canais digitais e automação, que eram evidentes antes de entrarmos na crise se aceleraram e vão acelerar ainda mais. As indústrias  precisam buscar saber quais são os sinais de mudança nas expectativas dos clientes. Eles podem ajustar seus produtos e distribuição com base em novos comportamentos.

Embora essa crise coloque questões desafiadoras, também apresenta algumas oportunidades únicas de aprendizado. Em muitos setores, os negócios mudaram para 100% digital muito rapidamente.  As equipes de lideranças ousadas estão começando a imaginar esse novo mundo agora e já ajustando suas estratégias e modelos operacionais. Agora, as equipes querem ouvir quatro mensagens: nosso pessoal está seguro, nossos negócios estão protegidos, nos recuperaremos mais fortes e redefiniremos o novo mundo para nossa indústria.

jw engenharia botao contato pelo whatsapp

Sugestão de conteúdo:

Fale conosco no Whatsapp