fbpx

Tudo Sobre Correia Sincronizadora

Correias Sincronizadas

Correia sincronizadora (também chamada de Correia Sincronizadora) é uma correia dentada que transmite força ou transporta algum material por meio do movimento sincronizado dos dentes. Vamos conhecer um pouco mais sobre este tipo de correia industrial?

Preparamos este artigo para te apresentar mais informações desse item essencial de qualquer indústria. Então leia e descubra: como uma correia sincronizadora funciona, o motivo da sua eficiência, como é feita, tipos disponíveis no mercado, todas as suas vantagens, aplicações!

correias sincronizadoras

Como funciona a correia sincronizadora?

Em um sistema com correias sincronizadas a carga aplicada, através dos dentes da correia na cavidade da polia, é transmitida e sincronizada devido ao contato do dente com a cavidade da polia. Por isso, para um sistema com um eixo motor e uma polia movida ela transmite potência e movimento sem depender do atrito.

Os sistemas de transmissão por correias sincronizadoras se tornaram mais comuns nos motores durante o seu desenvolvimento, baseados principalmente na tendência do comando de válvulas sobre o cabeçote. Além disso, a correia em rotação é flexível e existem diversas vantagens de custo em comparação com outras soluções. 

Para garantir o funcionamento o perfil dos dentes da correia é moldado precisamente e as cavidades das polias são especialmente projetadas para cada sistema de transmissão. Desse modo, promove uma velocidade angular constante sem deslizamento. 

Os tipos de correia sincronizada disponíveis no mercado são: borracha sem emenda, borracha aberta, poliuretano sem emenda e poliuretano aberta.

Do que é feita a correia sincronizadora?

De modo geral as correias sincronizadas são feitas de:

  1. borracha resistente ou plástico de engenharia (Poliuretano, PVC, Nylon, entre outros),
  2. elemento de tração (cordonéis de fibra de vidro) e
  3. tecido em Nylon.

Correias Megadyne Platinum

As correias Megadyne Platinum são produtos técnicos que transmitem potência de um sistema motor para uma polia movida, devido ao contato do dente com a cavidade da polia a transmissão de carga é sincronizada. Assim, a carga é aplicada através dos dentes da correia e segue para o elemento de tração.

Para ter um perfeito funcionamento o perfil dos dentes da correia é moldado com precisão e as cavidades das polias são especialmente projetadas para cada sistema de transmissão! Abaixo estão as vantagens das correias sincronizadas Megadyne Platinum.

  • Aumento da capacidade básica de transmissão de força em até 40%, em comparação à correia RPP OURO;
  • O uso de polias RPP existentes, mantendo assim um intercâmbio funcional completo com outros sistemas de polias de perfil profundo, como HTD, etc;
  • Permitir que as unidades existentes possam ser atualizadas apenas mudando a própria correia, não as polias;
  • A redução de ruído através de larguras reduzidas das correias devido à avaliação de desempenho superior do sistema, o que torna PLATINUM a única solução para as condições de trabalho extremas;
  • Nível máximo de desempenho;
  • Máxima estabilidade em todo comprimento;
  • Mais durabilidade devido à maior capacidade de transmissão de força e resistência à fadiga dos cabos flexíveis;
  • Unidades mais compactas e leves;
  • Excepcional resistência à abrasão e ao cisalhamento dos dentes com as cargas de choque;
  • Sobretudo, sem restrições de estocagem e embalagem.
Correia sincronizadora

Vantagens da Correia Sincronizadora:

Os sistemas de transmissão por correia sincronizada se mostram robustos ao longo do tempo de vida do motor, por causa do seu comportamento de baixo alongamento e baixa perda de atrito. A seguir listamos as vantagens das correias sincronizadas:

  • Alta resistência, devido a sua forte borracha;
  • Maior vida útil;
  • Sem muitas manutenções;
  • Resultado preciso;
  • Menos custosas;
  • Sincronização exata do eixo;
  • Eliminação de derrapagem e perda de velocidade resultante comum às correias trapezoidais;
  • Baixa tensão de instalação significa menos tensão nos eixos e rolamentos;
  • Fácil montagem;
  • Facilidade de remoção e substituição;
  • Efeitos positivos no consumo de combustível
  • Baixa perda de atrito.
Correia sincronizadora

Não deixe de ler nosso conteúdo completo sobre vantagens dos acionamentos por correia.

Aplicações das correias sincronizadoras:

As correias sincronizadoras podem ser usadas em muitas aplicações, seja para transmitir força ou transportar algum material por meio do movimento sincronizado dos dentes. A seguir alguns exemplos de aplicações das correias sincronizadas:

  • Correias para Moinhos;
  • Soluções para transporte através de correias sincronizadas;
  • Sistemas de Climatização;
  • Elevadores de carga;
  • Trituradores de rocha;
  • Fatiador de frios;
  • Correia sincronizada para equipamentos industriais.

Como medir a correia sincronizadora sincronizadoras?

Para medir uma correia sincronizada deve-se contar o número de dentes, medir a largura da correia, medir a circunferência da correia (analogamente às correias Megarib ou Poly-”V” – como se estivesse medindo a cintura de uma pessoa), e identificar o passo da correia.

Como medir uma Correia Sincronizada

Apesar de qualquer pessoa conseguir medir uma correia sincronizada, é necessário bastante atenção. Pois, toda correia de transmissão padronizada nos sistemas DIN ou ISO devem ser marcadas em seu costado com os seguintes dados:

1. Nome do fabricante ou marca;
2. País de origem da correia;
3. Seu código de comprimento ou sua referência padronizada;

Falhas das Correias Sincronizadoras

Em todos os tipos de indústrias e aplicações, a falha da correia sincronizadora pode ter resultados desastrosos. Causando maior tempo de inatividade, altos custos e perda geral de produção. Em sua grande maioria as falhas podem ser:

  • Excesso de Carga;
  • Picos de potência;
  • Tensão indevida;
  • Incompatibilidade de polia/correia;
  • Usando o material da correia errado para a aplicação;
  • Desalinhamento da polia;
  • Detritos.

Cuidados com sua correia

Alguns cuidados básicos podem contribuir para conseguir o máximo de suas correias, tanto em eficiência quanto em durabilidade. Para isso evite os “trancos” (cargas de choque) na máquina, evitando a ruptura prematura das correias.

Não se esqueça que a correia atua como “fusível” (proteção), rompe-se antes de comprometer outros componentes (eixos, mancais e rolamentos). O manual de operação do equipamento deverá ser lido com atenção, pois ele traz todos os cuidados a serem tomados com o equipamento.

O armazenamento de suas correias deve ser feito em prateleiras, em caixas, em recipientes, ou mesmo penduradas em um rack na parede, desde que seja utilizado um suporte com diâmetro igual ou maior que o diâmetro mínimo da polia de operação para essa correia, evitando a formação de pontos que possam facilitar a formação de trincas e fissuras.

A condição ideal de armazenamento demanda um ambiente com temperaturas abaixo de 30°C e a 70% de umidade relativa.

Armazene as correias em ambiente fresco e seco, sem luz solar direta.

Conheça as correias comercializadas pela JW Engenharia

Conheça também as curiosidades sobre as correias sincronizadas.

Conteúdos Relacionados:

WeCreativez WhatsApp Support
Atendimento on-line via WhatsApp!
👋 Olá em que posso ajudar?
Fale conosco no Whatsapp